Pedaços que Contam uma História/ Pedaços que Fogem do Assunto

Olá meu povo.

Sem escrever (aqui no site) já há um tempo, volto com notícias mais pormenorizadas.

Estamos (infelizmente por que foi muito bom) chegando ao fim das gravações e mixagens. Foi um processo muito gratificante, no qual, além de gravar um disco, pude tocar com vários amigos com quais não tocava há muito tempo.

O disco tem o nome de “Pedaços que Contam uma História/ Pedaços que Fogem do Assunto”. Um título grande para um disco grande. Gravei 17 músicas. Dessa vez duas parcerias —> com meu amigo Marcio Vianna (De Monotonia e Zé Calixto). Contei com a presença de 27 figuras que admiro muito. Os de sempre –> Pedro Moraes, João Gaspar, Cássio Cunha, Marcos Trança…   novos: Clevinho de Oliveira, Yuri irmão do meu passado, Bruno Aguillar….  e velhos amigos: Ney Conceição, Kiko Furtado!!!!   Além de participações de Geraldo Azevedo, Ivan Lins, Carlos Malta, Trio Nordestino….  bonito demais!!!

O repertório ficou em:

Redoma – Baião forte com letra tipo Daniel Gonzaga e arranjo meio nordestino/ meio indiano. Uma das minhas prediletas. 17 prediletas. Destaque para o parceiro Carlos Bernardo – que tocou Viola da Gamba, somado ao soprano de Clevinho de Oliveira.

Tudo o que eu Quis Guardar – Pop meio raivoso. Refrão bom de cantar e solo anos 80 do meu querido João Gaspar. Primaira parte de baixo e bateria com Pedro Moraez e Cássio – o Cunha. Falta gravar cordas….

Discriminação – Samba diferente, misturado com a levada em 4. Detalhe para o baixo de Ney Conceição, com seu jeito peculiar de tocar. A música é muito legal de tocar e de cantar. Música de músico. Ivan Lins aprovou!

Noite – Noite é uma música impregnante. Acordes simples e levada forte e reta. Toquei violão de aço e Saz – um instrumento turco diferente de 3 cordas dobradas que comprei do Carlos Bernardo. Lindona!!!

Laranjeiras – Música que já foi gravada pela Adriana BB, Laranjeiras é um pouco da minha vida hoje em dia. Meu canto de cidade. Baiãozinho gostoso.

De Monotonia – Parceria com meu amigo Marcio Vianna, De Monotonia conta com metais e solos de slide. É um blues lentíssimo e monótono. Traz a frase que é título do disco.

Boca – Boca é demais!!! Guitarra de Waltinho Villaça (valeu cabelim!!!!) e metais do Yuri, quase irmão. Pedaços que contam uma história. Essa ficou bem Rock’n Roll anos 70!!!

Novembro – Novembro é uma música linda. Fala de outros amigos. Situações. Momentos. Fotografias. Toquei sanfona de 16 baixos. Sempre choro quando ouço. “Meu planetário com você…..”

Nada – É uma canção de amor. Uma valsa em 6/8. Cordas. Um canto de desespero calado.

Despertar – Coisa linda a participação de meu tio Ivan Lins nessa canção. E vê-lo se divertir, gravando e cantando e sendo… Ivan Lins. Música singela e bonita. Base elegante de Cássio Cunha e Pedro Moraez. Afinado.

Exterior/ Dia – Música relâmpago executada no violão e voz. Pedaços que contam uma história?

Todos os Dias – Pop da melhor qualidade. Adoro!!!! Cantar junto é uma delícia.

A Casa Invisível – Putz… outros amigos!!! Kiko Furtado veio tocar o Rhodes Fender, Bruno Aguillar no baixo acústico e Christiano Galvão na batera. Cara, isso foi demais. Ô povo de tocar fácil!!! A Casa Invisível é poesia pura. Música mais antiga em versão moderna. Pedaços que fogem do assunto (?)

Interior/ Noite – Também no formato acústico, essa é uma balada rápida de refrão pegajosamente bom de gritar. Tudo aquilo que você gostaria de ouvir de alguém.

Cortesia – Música relâmpago que serve de preparação para a próxima. Eu e sanfona (que eu mesmo toquei). Traz uma imagem muito ampla para os ouvidos. Tem quase 1 minuto mas enche o cérebro. Fala de Lampião e Padre Cícero.

Zé Calixto – Outra parceria com o Márcio. Zé Calixto é um xote raivoso, executado por três guitarristas (ahahah) Eu, o Dudu Chermont e o João Gaspar. Toquei viola de 10 também. Harmonia bacana e letra forte. Bem no meu estilo. Márcio é uma pessoa muito legal de escrever junto. Valeu GORDÃO!!!!!

Xote Relativo –  Xodó do disco. Música fofa. Xote pé de serra pra fazer contraponto com o xote Rock’n Roll do Zé Calixto. A base do xote foi gravada pelo Trio Nordestino, o solo é de Carlos Malta e a participação pra lá de especial é do Geraldo Azevedo. Você quer mais? Dá não.

Tô lá ainda…. no estúdio. Desde o dia 9 de agosto até…. acho que uns 4 meses de gravação dessa vez. NUNCA MAIS!!! rsrs. Bem…. fico por aqui. Opinem e mandem sugestões. Ah, is esquecendo. Dessa vez o disco é INDEPENDENTE total. Conto com vocês.

Beijos

Fui

D.

3 ideias sobre “Pedaços que Contam uma História/ Pedaços que Fogem do Assunto

  1. não era nesse que ia ter zeca baleiro tb? sei lá, falou to cobrando… rs…
    daniel, lança qdo? quais as melhores lojas que venderão?
    putz, to doida pra ouvir…
    beijo

  2. Bons dias…Companheiro Daniel, fico extremamente feliz com a materialização desse seu novo trabalho, refaço a pergunta da colega camila, onde posso conseguir suas obras, tenho encontrado grande dificuldade de ter acesso aos seus trabalhos e do grande mestre Gonzaguinha…

    Saudações e Felicidades…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *